AHIMSA SIGNIFICA "NÃO VIOLÊNCIA",IDEAL JAINISTA E HINDU



Monges jainistas com lenços no rosto e espanadores



Traduzido do idioma sânscrito, ahimsa significa "não violência". Corresponde ao ideal jainista (e hindu) de não causar o sofrimento de outro ser. Através deste comportamento, se acredita atingir uma relação mais harmoniosa com o universo.

Ahimsa (em sânscrito, अहीमर ahimsâ) é um princípio ético-religioso adotado principalmente pelo jainismo e presente no hinduísmo e no budismo, e que consiste na rejeição constante da violência e no respeito absoluto de toda forma de vida. No Ocidente a sua notoriedade deve-se à prática da ahimsa na conduta coerente de Mahatma Gandhi (1869-1948).
Mahatma Gandhi fez do Ahimsa o báculo de sua doutrina política. Gandhi definiu a manifestação do Ahimsa assim: "A não-violência não consiste em renunciar a toda luta real contra o mal. A não-violência, tal como eu a concebo, empreende uma campanha mais ativa contra o mal que a Lei de talião, cuja natureza mesma traz como resultado o desenvolvimento da perversidade. Eu levanto, frente ao imoral, uma oposição mental e, por conseguinte, moral. Trato de amolecer a espada do tirano, não cruzando-a com um aço mais afiado, mas defraudando sua esperança ao não oferecer resistência física alguma. Ele encontrará em mim uma resistência da alma, que escapará de seu assalto. Essa resistência primeiramente o cegará e em seguida o obrigará a dobrar-se. E o fato de dobrar-se não humilhará o agressor, mas o dignificará [...] "



Os jainistas mais rigorosos na aplicação deste princípio chegam a usar máscaras no rosto para impedir a ingestão acidental de insetos, bem como andam com espanadores feitos de pena de pavão ou de algodão para afastar eventuais insetos do caminho.