4 MANEIRAS QUE YOGA MUDOU MEU DIA A DIA - CARLA GONZALEZ

Carla Gonzalez

4 maneiras que Yoga mudou meu dia a dia


Muitas pessoas quando ficam sabendo que sou professora de yoga, me perguntam sobre as mudanças que eu tenho realmente percebido em mim graças à prática de yoga.
Como praticante e professora há mais ou menos uma década, quis resumir em 4 pontos concretos e evidentes nos quais tenho claramente percebido que mudei, cresci e evoluí.
Estes pontos não representam só força muscular, flexibilidade e conhecimentos filosóficos, senão aprendizado do que a prática constante (teórica e prática) traz através do tempo pra demonstrar a transcendência desta filosofia milenar e a sua aplicação no dia a dia.

1. Consciência corporal e espiritual


Desde as primeiras aulas de yoga na minha vida, a primeira coisa diferente  que percebia logo após a aula era que não ficava com vontade de comer coisas pesadas. Quando eu comecei a praticar, não era vegetariana nem interessada em uma alimentação nutritiva e balanceada, mas logo após uma aula de yoga o único que eu queria saber era de uma salada ou fruta ou algum suco.
Com o passar do tempo, a prática de yoga foi me colocando no caminho autodidata em muitas coisas, dentre elas a alimentação saudável, depois o vegetarianismo, depois o veganismo, depois a alimentação viva.
Hoje em dia sem me etiquetar rigorosamente em nenhum destes estilos de alimentação (vegana e alimentação viva em casa, vegetariana na rua), consigo interpretar meu corpo muito mais sutilmente do que antes de praticar yoga.
Em yoga, o progresso de evolução da consciência acontece mesmo, e não só por eu ter conseguido vivenciar a percepção de meus estados espirituais instáveis a cada dia… As mudanças acontecem na configuração biológica do cérebro, segundo estudos científicos, o progresso espiritual em Yoga é o resultado de mudanças na biologia do cérebro e do sistema nervoso.
Então, eu pratico yoga para me expandir fisicamente, mentalmente e espiritualmente, para poder me tornar perceptiva a níveis mais sutis da consciência, mesmo que, de fato, estão aí sempre disponíveis.
yoga

2. Atitude positiva


Durante minha prática de yoga através dos anos, comecei a perceber como depois de cada aula ficava muito feliz, sorrindo pra todo mundo e querendo falar namastê até para as árvores.
Depois descobri que a dose de endorfina liberada durante os asanas(posturas de yoga) era a responsável. Mas não fiquei nesse nível de explicação, pois fui vendo como uma atitude positiva ia preenchendo cada vez mais tempo do meu dia a medida que minha pratica era mais constante.
Minha explicação a isso, a respiração: Além de oxigenar devidamente o nosso corpo através de respiração adequada durante a pratica de yoga, a respiração é o centro da nossa existência, a fonte de energia vital com o que agora sei que posso preencher -me durante todo dia com essa inesgotável fonte de energia.
yoga

3. Concentração


Eu era estudante nos primeiros anos do curso de arquitetura na UNAM(Universidade Autônoma do México) quando comecei uma prática mais constante de yoga, mas apesar de ter uma “vida leve” de estudante, eu vivia perdida no tempo/espaço, muitas vezes esquecia os dias de entrega das tarefas, outras simplesmente perdia o foco da palestra ou da lição ensinada.
Percebi, que, com o tempo, graças à prática, fui focando muito mais nas coisas que queria fazer naquele momento, comecei melhorando notas, depois ganhei uma bolsa pra estudar no exterior e logo comecei estudar 2 línguas ao mesmo tempo, me tornando assim atualmente fluente em 4 línguas (espanhol, português, inglês, italiano).
yoga

4. “A melhor versão de mim mesma”


Imagine uma adolescente com cara de poucos amigos, eu era assim, tudo estava errado e “não era meu estilo” mas eu nem sequer sabia o que era “estilo”.
Hoje, não poderia dizer que só foi a idade que me ajudou descobrir o que eu realmente queria fazer da vida e o que me fazia realmente feliz e além de tudo era meu melhor talento.
Apesar de não ser a mais magra, a mais forte, a mais flexível, a arquiteta super estudada, através de yoga, descobri minha vocação: Yoga.
Muitas vezes não faço uma invertida perfeita por vinte e poucas respirações profundas no ritmo da contagem cadenciada de Shri K Patthabhi Jois e menos agora que virei mãe há 6 meses, mas sei disso e sei que isso não é Yoga e isso não sou eu. Yoga está muito além da perfeição estética.
O que a Yoga faz é nos ajudar a aceitar a nós mesmos e aflorar nossas melhores qualidades. Namastê!
yoga
Texto e fotos autorais

Por Carla Gonzalez

Fonte:http://yogui.co/4-maneiras-que-yoga-mudou-meu-dia-a-dia/

yoga